Nosso crescimento é o seu! E o seu sucesso é o nosso!

Veja o que é, e como funciona o sistema logístico cross docking

O cross docking é uma importante modalidade logística que serve como alternativa estratégica para evitar erros na gestão de estoque. Isso porque, este processo funciona de forma mais rápida para entregar o produto ao seu cliente, visto que, quando alguém realiza uma compra de determinado produto pelo comércio eletrônico, rapidamente ele é enviado ao centro de distribuição ou armazém, por meio de um sistema organizado de redistribuição. Por isso, é de suma importância sincronizar as ações minuciosamente e, assim, garantir que o produto chegue ao seu destino em perfeitas condições e no prazo estipulado.

Diante do exposto, a fim de entender melhor sobre este assunto, a seguir, explicaremos o que é, e como funciona o sistema logístico cross docking. Confira:

Afinal, o que é o cross docking e como ele funciona?

Primeiramente, essa é uma expressão de origem inglesa, o qual significa cruzamento de docas. Trata-se de um sistema diferenciado no que concerne a distribuição de mercadorias, tendo como objetivo principal reduzir o número de armazenamentos intermediários, seguindo como base a estratégia just in time. 

Só para exemplificar, na forma tradicional o lojista adquire um produto do fornecedor, estoca e vende para o cliente final. Já no modelo cross docking, ele primeiro realiza a venda ao cliente e só então faz o pedido para o fornecedor. Desse modo, o produto já é destinado ao cliente no momento que embarca para o armazém ou centro logístico. 

Essa é uma operação em que os fornecedores entregam as mercadorias em um conjunto de docas, enquanto a equipe do armazém ou transportadora separa e organiza as cargas conforme os pedidos. Em seguida, acomoda os lotes nos veículos de entrega para seguirem viagem ao destino final. 

Com isso, essa configuração dispensa ampla estrutura de espaço físico para longos armazenamentos de mercadorias e, devido a isso, tem se tornado cada vez mais popular nos mais diversos tipos de negócios. 

Vale ressaltar que no cross docking as mercadorias normalmente saem para entrega no mesmo dia, ou seja, não permanecem mais de 24 horas no armazém, o qual serve apenas como área transitória para separação e manipulação das cargas. 

Três principais formas de aplicação do cross docking

O cross docking geralmente apresenta três principais formas de aplicação, os quais se tratam:

Movimentação contínua

Refere-se ao cross docking mais tradicional, onde o fornecedor, transportadora ou operador logístico recebe os produtos e os envia ao destinatário final o mais rápido possível. A partir disso, evita-se o acúmulo de estoque.

Movimentação híbrida ou consolidada

Modalidade que intercala a distribuição e o envio imediato de parte da carga com direcionamento de alguns itens ao estoque. A sua finalidade é combinar produtos a outros que complementam o pedido do cliente. Isso significa que nem todas as mercadorias chegam ao mesmo tempo e por essa razão, espera-se para efetuar uma única remessa.

Movimentação de distribuição

Categoria utilizada no modelo B2B, isto é, operações entre empresas. A ideia é separar pedidos de um único cliente, com volume suficiente para encher o compartimento do veículo. Conhecida como cargas FTL, Full Truck Load, expressão utilizada para cargas que possuam a capacidade de completar o caminhão inteiro. 

Principais benefícios do cross docking

Essa modalidade logística resulta em diversos benefícios nas operações logísticas, gerando até mesmo diferenciais competitivos. Neste sentido, entre os principais benefícios podemos destacar:

  • Reduz a necessidade de espaço físico robusto para armazenagem;
  • Diminui a possibilidade de riscos com avarias aos produtos;
  • Diminuem os furtos;
  • Reduz custo com manuseio;
  • Garante o controle de estoque;
  • Aumenta a velocidade de fluxo de produtos e circulação do estoque;
  • Garante entregas mais rápidas;
  • Redução de custos com estoque e funcionários;
  • Melhor aproveitamento dos veículos de entrega;
  • Melhora a experiência do usuário.

Como implementar o cross docking?

A implementação do sistema cross docking tem como base o cumprimento dos prazos de entrega, além do bom desempenho, planejamento adequado dos processos operacionais e ações sincronizadas, com intuito de que essa estratégia seja realizada com eficiência. Em razão disso, para implementá-la corretamente é necessário considerar os seguintes aspectos:

  • Investimento em software como de gestão de transportes (TMS);
  • Boa comunicação interna e externa;
  • Planejamento do processo logístico;
  • Qualificação dos colaboradores;
  • Atendimento personalizado ao cliente;
  • Boas negociações com fornecedores e parceiros de entregas.

Logo, entende-se que para colocar essa estratégia em prática, carece o uso de ferramentas adequadas, com processos bem definidos e capacitação profissional. Além do mais, com a concorrência acirrada no mercado e a necessidade de otimização das operações, implementá-lo corretamente é fundamental para assegurar melhores resultados.

Dúvidas?
Entre em contato conosco